Jornal centenário quer sobreviver online

“Anunciou-se nos Estados Unidos, terça-feira (28/10), que um dos mais tradicionais periódicos americanos, o centenário The Christian Science Monitor, deixará de ser impresso e aparecerá apenas na edição online, a partir de abril de 2009. A "retirada" para a internet está sendo feita para reduzir custos. A circulação diária do jornal caiu de 220 mil exemplares, em 1970, para apenas 52 mil em 2008. As assinaturas hoje representam 9 milhões de dólares do faturamento enquanto a publicidade responde por menos de 1 milhão de dólares [ver aqui matéria do New York Times sobre o assunto].

Mesmo circulando somente de segunda a sexta, enviado pelos Correios e financiado por uma igreja – a First Church of Christ, Scientist, de Boston – o jornal ganhou sete prêmios Pulitzer e exercia grande influência dentro e fora do jornalismo. Ao longo de sua existência, conquistou merecidamente excelente reputação pela qualidade do seu texto, pela seriedade de suas análises políticas e, sobretudo, pela ampla cobertura internacional. Na década de 1970, no auge dos regimes militares ao sul da linha do Equador, o The Monitor – como é conhecido – se tornou leitura obrigatória para estudantes latino-americanos nos EUA.”
Venício A. de Lima / Foto: Phil Noble, Reuters
Matéria Completa, ::Aqui::

Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: