O Brasil é carioca

"Os cinqüenta anos da Bossa Nova não serviram apenas para celebrar o movimento que colocou a música brasileira no mapa da cultura internacional. A efeméride foi também um exercício de exaltação, praticado por diferentes mídias, das belezas naturais do Rio de Janeiro. A Cidade Maravilhosa, durante as comemorações, foi amplamente citada como a grande fonte de inspiração para a turma do banquinho e violão. Daí a aparição de seus conhecidíssimos cartões-postais em toda e qualquer publicação que tivesse a Bossa Nova como tema. Nada mais natural, afinal, as garotas cheias de graça, gaivotas e barquinhos foram vistos ou imaginados ali, nas belíssimas praias de Ipanema e Copacabana.

Foi mais uma oportunidade para conhecer as belezas de uma cidade que influenciou tantos artistas, não só da Bossa Nova. Mas nem precisava. O brasileiro já está tão acostumado com o charme irresistível da orla carioca que nem mesmo é preciso se deslocar até o Rio para saber quão gostosas e macias são as areias de Ipanema; não é necessário nem mesmo se interessar por cultura para ouvir as irresistíveis histórias acontecidas no Posto 9; nem conhecer a localização exata da Barra da Tijuca para saber que ali é o ponto de encontro de artistas de qualidade duvidosa, sempre em busca de um paparazzo que possa lhes saciar a vontade de ser fotografado.”
Luiz Rebinski Junior, Digestivo Cultural
Artigo Completo, ::Aqui::

Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: