Techies e gambiarras

“Sob o ponto de vista das redes, o foco não está nas máquinas: a revolução parte das pessoas. Minhas ferramentas digitais não funcionam como deveriam. Adapto a impressora, turbino o celular. Penso que conviver com a improvisação me torna mais humano

O cyberpunk Willian Gibson diz que "A rua encontra seus próprios usos para as coisas". A apropriação está no uso das tecnologias. E, enxergo essa apropriação como um atalho para o futuro das conversações. Pois, sob o ponto de vista das redes, o foco não está nas máquinas. A revolução está nas pessoas e o que elas fazem com as máquinas.

É exatamente na gambiarra que faço uma interpolação no âmbito da tecnologia. Por exemplo: estou montando em casa uma proto-estrutura para os meus estudos de doutorado. Ganhei, por empréstimo, uma HP, impressora com scanner, xerox e outros quitutes techies. Fiquei feliz. Afinal essa tríade me dá condições para trabalhar intensamente na tese.”
Hernani Dimantas, LMD Brasil
Artigo Completo, ::Aqui::

Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: