Pobre Itália

Eliakim Araujo, Direto da Redação

“Contam os historiadores que as bacanais, festas regadas a muito vinho em homenagem ao deus Baco, foram introduzidas em Roma vindas do sul da península itálica através da Etrúria. Inicialmente eram secretas e frequentadas somente por mulheres durante três dias no ano. Posteriormente, os homens foram admitidos nos rituais e as comemorações passaram a acontecer cinco vezes por mês. O culto a Baco se celebrava durante a noite e a promiscuidade, unida ao furor causado pelo vinho, deu origem a todos os excessos de vulgaridades e libertinagem. A má reputação das bacanais, levou o Senado romano, em 186 AC, a proibir esse tipo de festa, não só em Roma, mas também em todas as outras províncias. Os infratores estariam sujeitos à pena capital.

Não se sabe se alguém foi executado por infringir a norma do Senado, mas se ela ainda estivesse valendo a Itália teria que mandar para o cadafalso seu primeiro-ministro Silvio Berlusconi. Apesar dos seus 72 anos de idade, e de uma operado de próstata, o homem é dado a todo tipo de libertinagem, não só política como sexual.

Se a Itália tiver um pouco de dignidade, Berlusconi não deve ficar nem mais uma dia à frente do governo. As fotos divulgadas esta semana com exclusividade pelo jornal espanhol El Pais, e que ganharam repercussão mundial, com sua reprodução em vários países, não deixam dúvida de como eram as festas que ele promovia em sua casa de veraneio numa ilha da Costa Esmeralda, na Sardenha.”
Artigo Completo, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: