Pichadora da Bienal de São Paulo se diz artista

“Em entrevista ao Fantástico, a pichadora que passou quase dois meses presa em uma penitenciária em São Paulo por pichar as paredes da Bienal de São Paulo, Caroline Pivetta da Mota, diz que se considera artista e que ainda não sabe se vai parar de pichar.

- Um espaço vazio, uma parede em branco. Quem sabe ali a gente não teria um pouco de reconhecimento do nosso trabalho também, da nossa arte - conta Caroline.

Foram quase dois meses em uma penitenciária feminina em São Paulo, onde 3 mil presas cumprem pena.

" Eu não acho que pichação seja crime, eu acho que é uma arte, eu sei que sou artista "

- Às vezes é comida azeda que vai, são diversas situações que tem lá dentro, não tem medicação. Um lugar que tem 3 mil presas e não tem um ginecologista - conta ela.

Na internet, Caroline escreveu: "Cadeia não é pra vida toda". No mesmo site ela exibe fotos de pichações em prédios em São Paulo.”
O Globo
Matéria Completa, ::Aqui::

Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: