Saudade

Ivan Rodrigues, DeBrasilia.com

“Vejo as luzes da cidade mais brilhantes do que ontem. A chuva que caí lá fora me desperta um sentimento de saudade.

Saudade de um tempo que não existe mais. De momentos que se passaram e não voltam mais. Saudade de um olhar, saudade de um sorriso, saudade de uma canção; a mesma canção que as estrelas embalavam meu coração.

Na janela, sinto a brisa tocar meu rosto levemente. Lembro-me das tuas mãos macias acariciando minha face. Ah! Quanta saudade!

E vendo a chuva cair, vaguei pelos meus pensamentos percorrendo todas as recordações de nós dois. Ali, perdido em sonhos, eu senti paz. Meu coração batia tranquilamente enquanto assistia ao filme de nós dois.

Um sorriso maroto, um olhar sereno. Lábios tão doces quanto mel. Sua pele parecia seda deslizando sobre meu corpo.
Ainda lembro-me do nosso primeiro encontro! Mãos frias e olhares inquietos. Respirando fundo, posso sentir o seu perfume.

Saudade! Quanta saudade!
Sinto saudade de mim quando me lembro de você. Minha alegria, a paixão que eu tinha pela vida. O amor que sentia no meu peito. Felicidade era o seu codinome. Paz era minha habitação.”
Artigo Completo, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: