Cinema realidade

Leila Cordeiro, Direto da Redação

CENA 1 - Imagens de um amanhecer num dia frio. Barracas frágeis, sem aquecimento, enfileiradas uma ao lado da outra, num terreno baldio. Dentro delas, estão acampadas famílias de profissionais de variadas atividades que foram obrigadas a abandonar suas casas por falta de pagamento.

Na mesma sequência, crianças em idade escolar se apertam dentro das barracas para trocar de roupa na hora de ir para a escola. Do lado de fora, crianças menores brincam com os poucos brinquedos que restaram. Sem banheiro, o jeito é se lavar na água de um chafariz próximo e improvisar um local afastado para as necessidades físicas.

CENA 2 – Imagens de cachorros de raça andando sem rumo pelas ruas com ar de abandonados. E estão mesmo. Foram deixados para trás pelas centenas de famílias que ficaram sem moradia e sem condições de alimentar mais uma boca, mesmo sendo canina.Por isso, a solução desesperada foi engolir as lágrimas e o apego aos animais de estimação dos bons tempos, largando-os na rua para que fossem recolhidos por associações de proteção aos animais.

CENA 3 – Corta para outro local, onde há uma fila que dá volta no quarteirão, onde aparecem pessoas aparentando cansaço e desânimo. São desempregados à procura de trabalho, levam a carreira debaixo do braço numa pasta de cartolina. Eles não pensam em ganhar como no antigo trabalho, querem apenas sobreviver nem que seja por $7 dólares a hora para limpar o chão de algum restaurante, arrumar cama em hotel ou servir refeições como garçom.”
Artigo Completo, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: