Aprender do sofrimento

Leonardo Boff, JB Online

“O sofrimento é a grande escola do aprendizado humano. Contém verdade, a frase atribuída a Hegel: "O ser humano aprende da história que não aprende nada da história, mas aprende tudo do sofrimento". Prefiro a formulação de Santo Agostinho em suas Confissões: "O ser humano aprende do sofrimento, mas muito mais do amor".

O amor fati (o amor à realidade crua e nua) dos antigos e retomado por Freud se impõe nos dias atuais em que a humanidade se vê assolada por grave crise de sentido, subjacente à crise econômico-financeira. Devemos reaprender a amar de forma desinteressada e incondicional a Terra, todos os seres, especialmente os humanos, os que sofrem, respeitá-los em sua diferença e em suas limitações. O amor é uma força cósmica que "move o céu e as estrelas" no dizer de Dante. Só quem ama transforma e cria.

Os grandes se reúnem, estão confusos e não sabem exatamente o que fazer. É que amam mais o dinheiro que a vida. Se amor houvesse, aprovariam o que está sendo proposto: uma Declaração Universal do Bem Comum da Humanidade, base para uma nova ordem global e multilateral contemplando toda a humanidade, a Terra incluída. Mas não. Perplexos, preferem repetir fundamentalmente as fórmulas que não deram certo. Caberia, entretanto, perguntar: que capacidade possuem 20 governos de decidir em nome de 172? Onde estão os títulos de sua legitimidade? Apenas porque são os mais fortes?

Mesmo assim, vejo que se podem tirar algumas lições úteis para as próximas crises que estão se anunciando.”
Artigo Completo, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: