Conhecer história do país é essencial para democracia, diz Vannuchi

Agência Brasil

“Para garantir o futuro democrático do Brasil, é preciso que os cidadãos conheçam melhor a história do país e não deixem cair no esquecimento fatos como a ditadura militar. A opinião é do ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, que participou nesta segunda-feira (29/6) do seminário “As Possibilidades de Justiça no Processo de Acerto de Contas do Estado Brasileiro com as Vítimas do Regime Militar”.

Ele reforçou que o governo tem buscado assegurar e colaborar para o direito do país, da sociedade e dos familiares das vítimas da ditadura militar de obter todas as informações, localizar os corpos desaparecidos para o devido sepultamento, e de punir os culpados.

“Se é lamentável o lapso de tempo transcorrido sem o desfecho satisfatório no Brasil é por outro lado evidência de que as chances de promover esse ajuste de contas não diminuem, elas crescem. Porque a cada ano o tema pode ser observado mais limpidamente com a isenção do distanciamento histórico e a leitura dos fundamentos e dos preceitos do direito internacional e brasileiro e da constituição cidadã de 1988”.

Vannuchi ressaltou que existe agora uma oportunidade clara de o Estado realizar a busca dos restos mortais dos guerrilheiros do Araguaia, além de fazer buscas também em São Paulo e no Rio de Janeiro em locais onde se sabe que houve tortura.

“Será uma busca de agulha no palheiro. Teria sido melhor e mais promissor se isso resultasse de um procedimento adequado dentro das Forças Armadas para separar joio do trigo. Não deixar as Forças Armadas carregarem perpetuamente nos ombros a marca da violência que, mesmo ordenada em altos comandos, foi executada por figuras concretas que compõem algumas dúzias e não os milhares de integrantes.”
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: