Popularização de vídeos na internet passa a afetar a indústria pornográfica também

Matt Richtel, The New York Times

“A atriz conhecida como Savanna Samson antes gostava de se preparar para um papel. "Eu mal podia esperar para receber meu próximo roteiro", ela disse.

Mas não há mais motivo para esperar por eles, segundo ela, porque seus filmes agora pedem quase que exclusivamente ação. Especificamente, sexo.

A indústria do cinema pornográfico há muito mantinha um interesse apenas casual em trama e diálogo. Mas atualmente os cineastas estão se concentrando cada vez menos nos arcos narrativos. Em vez disso, eles estão filmando cada vez mais cenas curtas que podem ser carregadas facilmente em sites e vendidas em grupos de vários minutos.

"Na internet, a atenção média é de três a cinco minutos", disse Steven Hirsch, copresidente da Vivid Entertainment. "Nós temos que atender a isso."

A Vivid, um dos mais proeminentes estúdios pornográficos, faz 60 filmes por ano. Há três anos, quase todos eles eram longas-metragens com história. Hoje, mais da metade são séries de cenas de sexo, vagamente ligadas por algo em comum -"vinhetas" no jargão da indústria- para poderem ser apresentas separadamente online. Outros grandes estúdios estão fazendo mudanças semelhantes.

O interesse da indústria em cenas roteirizadas tem aumentado e diminuído nas últimas décadas devido às mudanças na tecnologia. No início dos anos 70, filmes com certa trama, como "Garganta Profunda" e "Atrás da Porta Verde", conquistaram o público geral e outros estúdios tentaram copiar seu sucesso, vendendo filmes centrados em uma trama para casais que assistiam em casa, após a introdução da tecnologia do videocassete em 1975.

O barateamento das câmeras portáteis de vídeo deu origem a uma geração de pornógrafos com pouco interesse em drama, fora a trama clichê envolvendo o garoto entregador de pizza, disse Paul Fishbein, presidente da AVN Media Network, uma publicação da indústria.”
UOL Internacional / Tradução: George El Khouri Andolfato
Matéria Completa, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: