As mulheres ficaram mais infelizes

Marcelo Carneiro da Cunha, Terra Magazine

“Estimados milhares de leitores, e, em especial, leitoras. Durante um vôo a algum lugar que não sei ao certo qual, porque todos os vôos são iguais, ao menos para a minha cervical, li um artigo de um sujeito chamado Marcus Buckingham, ex-pesquisador do instituto Gallup, dizendo em alto e bom tom que as mulheres andam mais e mais infelizes, especialmente na comparação com os homens, que andam mais e mais felizes.

Eu tenho a nítida impressão de que já sentíamos isso todos nós, que andamos pagando o pato por conta dessa infelicidade feminina, todos nós, eu, você, o senhor aqui ao lado, todos os patos hetero em geral, que grasnam por esse mundo à fora.

E como pato curioso, fui meter o bico no assunto e descobri muitas, mas muitas mesmo, referências; entre elas o ensaio "The Paradox of Declining Female Happiness" dos pesquisadores Betsey Stevenson e Justin Wolfers, e um texto do colunista Ross Douthad, no New York Times, "Liberation and Unhappiness". Parece que estamos diante de algo novo, perturbador, e doloroso, em especial para pobres patos condenados a gostar de mulheres, por menos que elas gostem da gente.

E o mais curioso, lendo todos esses textos sobre o tema, é que nenhum deles aponta para uma causa ou uma solução. Existe a tal infelicidade, ela ataca as mulheres tanto dos Estados Unidos quanto da Europa (nenhum texto remetia para as brasileiras, mas vamos considerar que essa é uma infelicidade global, ao menos ocidental, já que ninguém consegue enxergar as muçulmanas pra saber o que elas pensam). Mas não se sabe ao certo o que a causa, e portanto, qual a cura.

Sendo um pato completamente anti-misticismos, não vou enveredar por coisas como Vênus e Marte e deusas celtas pra entender o que torna as mulheres tão esquisitas. Pato científico, prefiro apoiar meus preconceitos na opinião de quem supostamente entende do assunto, e nessas patuscadas, encontrei a opinião de alguns psicanalistas que dizem que as mulheres são mais infantis do que os homens, e por isso sentem mais dificuldade no lidar com o fato de que seus desejos não vão ser sempre atendidos pelo mundo lá fora. Hummm.”
Artigo Completo, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

4 comentários:

Anônimo disse...

No mínimo preocupante essa constatação. Será que o número cada vez maior de mulheres que optam por outra mulher tem alguma coisa a ver com essa insatisfação?

Zilda

Socorro disse...

Será?

Anônimo disse...

Não sei as mulheres estão mais infelizes agora, já que não sei o quanto eram infelizes antes. É possível que antes elas apenas engolissem a infelicidade a seco e forçassem um sorriso?

Anônimo disse...

Puxa! não é isso que nossa vã filosofia conteporânea espalha por aí, principalmente nas mídias...