Barack Hoover

John Hemingway, Direto da Redação

"Comecei a pensar em Barack Obama como uma versão negra do século XXI de Herbert Hoover. Como o presidente número 31 dos EUA, Obama é um autor bem-sucedido, um entusiasta de auto-ajuda (organizador da comunidade) e alguém que acredita firmemente que o americano médio deve cuidar de si próprio. Hoover era famoso por suas habilidades organizacionais e (antes da grande depressão) amplamente admirado. Durante a inundação de Mississippi de 1927, ele liderou os esforços de socorro do Governo Federal incentivando o "voluntariado", sempre que possível. "Bem que eu poderia ter pedido a ajuda do Exército”, disse depois, “mas por que razão deveria fazê-lo, quando bastava apenas chamar a rua principal da cidade”.

Eleito para liderar a América de volta à prosperidade, após o colapso do mercado de ações em Outubro de 2008 (que agora muitos acreditam ter sinalizado o início da "maior depressão"), Obama tomou uma atitude bastante acomodada ao tratar dos excessos dos bancos que levaram à crise em primeiro lugar. Como Hoover, ele parece pensar que bancos e empresas de investimento devem se auto-regulamentar. Recentemente, perguntou amavelmente aos principais destinatários da nação do dinheiro do contribuinte (os famosos bailouts) se eles não se importariam em fazer mais empréstimos aos consumidores e empresas americanas severamente afetadas pela crise. Evidentemente, na TV ele denuncia o que chamou os "banqueiros ricos" que simplesmente "não entendem", mas numa reunião na Casa Branca com estes banqueiros não usou o mesmo tom de confronto. De acordo com uma pessoa que estava presente ao amigável encontro, Obama foi muito mais compreensivo com as necessidades desses homens extremamente ricos e poderosos. Que é mais ou menos o que você esperaria de um homem que é a personificação da "continuidade na qual podemos acreditar”.
Artigo Completo, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: