Coisas pra fazer (e deixar de fazer) em 2010

Eberth Vêncio, Revista bula

“Mesmo sem saber se ainda estaremos respirando na próxima alvorada, pensamos no amanhã com uma convicção que beira a ingenuidade, mas nos mantêm na luta. Ainda que as metas traçadas no janeiro passado ainda estejam patinando no presente, inacabadas, nós ousamos estipular outras para o ano vindouro. Pessoas inteligentes, centradas, pragmáticas, as empresas sérias, sólidas e bem sucedidas fazem planejamentos estratégicos com inabalável auto-confiança.

Muitas vezes se diz: um ser humano plenamente realizado e sem ambições já está morto. É assim, por outro lado, que se sente um homem enterrado em melancolia, mergulhado na depressão, aprisionado ao passado, angustiado com o presente, desencantado com o futuro. Este merece a companhia utilíssima de quem se importa com a sua integridade física, a fim de se evitar uma tragédia anunciada.

Mesmo os desafortunados de longa data anseiam por melhores dias e fazem planos simplistas para o futuro, quando tirarem os pés da lama. É no lodaçal das crises que se testam os verdadeiros amigos. John Lennon cantou: “ninguém o ama quando você está por baixo”. Amigos incondicionais, portanto, são agulhas no palheiro, adversários à altura contra a miséria, a doença e a demência.

Sentado defronte a tela do computador faço força desumana para planejar 2010. Reparos na casa. Tintas nas paredes. Corrigir um antigo vazamento. Trocar a maçaneta da porta. Replantar o jardim.”
Artigo Completo, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment