A ditadura da tecnologia

Leila Cordeiro, Direto da Redação

“Em 1995, Eliakim e eu, fomos procurados por uma empresa para sermos os protagonistas de um vídeo que ensinava o passo a passo na Internet que estava nascendo ali, naquele momento.

Com uma produção esmerada e cheia de detalhes, trabalhosa mesmo, diante de uma tela de computador, íamos dando as dicas de como navegar naqueles novos mares que estavam despontando como na época dos grandes descobrimentos, de Colombo e Cabral, rumo às novas terras de um novo mundo. Só que num mundo completamente diferente, o virtual.

E foi exatamente assim que nós nos sentimos. Descobridores! Esse vídeo foi feito em VHS e ao vê-lo hoje é como dar corda no relógio ao contrário. Bem, confesso que não foi tarefa fácil assisti-lo já que atualmente os aparelhos de DVD já não possuem as "gavetas"para as fitas VHS.Os blue rays mais modernos então, nem se fala!

Mas, como tínhamos guardado, empoeirado é verdade, um daqueles espécimes raros compatíveis com fitas de vídeo, pudemos assistir nosso trabalho que consideramos um ponto de partida na geração da Internet no Brasil.

Não sei qual foi a vendagem do vídeo. Ele esteve à disposição em livrarias, bancas de jornais e em lojas dos aeroportos. Parece que na época vendeu bem. Temos até hoje dois exemplares aqui em casa e só temos a elogiar a produção impecável que contou também com a narração da atriz Ciça Guimarães.

Falando assim, parece até que tudo isso aconteceu há muito tempo. Mas nada disso! Essa história tem apenas 15 anos e de lá pra cá o avanço da Internet foi acontecendo num ritmo tão alucinante que o tempo passou e a gente nem se deu conta. Quase por osmose fomos nos acostumando com o imediatismo da Internet que hoje nos faz escravos dela. É mais fácil ficar sem TV do que sem a conexão que nos permite assistir filmes, capítulos das novelas, programas e até mesmo elegermos celebridades do momento que se lançam aos borbotões na nova telinha mágica, a dos computadores.”
Artigo Completo, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: