Armai-vos uns aos outros.

Eliakim Araujo, Direto da Redação

“Lunáticos, terroristas e serial killeres de toda espécie devem estar vibrando com a decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos que considerou inconstitucional o controle de armas pelo Estado. Trocando em miúdos, armai-vos uns aos outros e continuem se matando indiscriminadamente.

É a velha e obssessiva cultura americana que é capaz de dar um passo à frente quanto elege um negro para a presidência e retroceder dois quando seu tribunal maior adota uma medida retrógrada como essa.

A decisão da Suprema Corte foi eminentemente política. De um lado, os cinco juizes conservadores votando pela liberação do porte de armas, uma reinvindicação da Smith & Wesson, da ala mais radical do Partido Republicano e de remanescentes da Ku Klux Klan. De outro, os quatro mais progressistas, inclusive Sonia Sotomayor, recentemente nomeada pelo presidente Obama, votando pelo controle de armas, na prática uma tentativa de desarmamento da população civil.

Os juizes se basearam em um dispositivo legal arcaico e em completo desacordo com a realidade atual do país, a Segunda Emenda, introduzida da Constituição dos Estados Unidos, em 1791, que estabelece: “sendo necessária à segurança de um Estado livre uma milícia bem organizada, o direito do povo de possuir e usar armas não poderá ser impedido”.

Ora, falar em “milícia bem organizada” nos dias atuais é regredir aos tempos do faroeste americano, uma época abundantemente retratada nos filmes do faroeste americano, quando as platéias de todo mundo prestigiavam os filmes de mocinho e bandido, com o xerife que defendia a incipiente cidade dos assaltos a bancos e diligências, e com os duelos ao sol em que os cidadãos resolviam suas diferenças pessoais à bala, na falta de um sistema judicial organizado.”
Artigo Completo, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: