Maitê Proença pede que o machismo "salve o país de Dilma"

Está aberta a temporada de polêmicos depoimentos eleitorais de personalidades. A atriz Maitê Proença, que declara simpatia a Marina Silva (PV) e José Serra (PSDB), já declarou que talvez a discriminação contra as mulheres "venha a calhar nesse momento de eleições" para salvar o país de Dilma Rousseff.

Vermelho.org

"A mulher ainda é tratada como escrava na África, Ásia, países árabes, na maior parte do planeta. Só no ocidente houve progressos, muitos, mas ainda há discriminação. Quem sabe a própria venha a calhar nesse momento de eleições, atiçando os machos selvagens e nos salvando da Dilma?", disse a atriz, em entrevista ao "Estado de S.Paulo" nesta segunda (9), ao ser perguntada se "o feminismo já era ou a mulher ainda precisa lutar contra as discriminações da sociedade?".

A declaração de Maitê Proença lembra o episódio polêmico, ocorrido em 2002, quando uma outra atriz global, Regina Duarte, apareceu no programa eleitoral de José Serra dizendo que tinha "medo" da possibilidade de eleição de Lula. O discurso do medo acabou voltando-se contra o próprio candidato tucano, que foi derrotado por Lula no segundo turno, numa campanha vitoriosa do candidato petista que tinha como mote "a esperança vai vencer o medo".
Matéria Completa, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

COMENTÁRIOS DO TWITTER 2010 disse...

FUI NO SITE DELA. E LOGO ENTENDI, ELA ACHA QUE DÁ CONTA DE ADMINISTRAR O PAÍS! PENSA QUE É DO TAMANHO DO JAPÃO!! ELA TEM PROBLEMAS COM O MST. ELA NÃO ENTENDE DE POLITICA AGRÁRIA ESTANDO DENTRO DO PROBLEMA. ELA COMPRA O QUE VE NA TV. DELA É CLARO A REDE GLOBO! MAETE PERFEU A CHANCE DE FICAR CALADA. NÉ REGINA DUARTE?