O tempo tem passado tão depressa...

Leila Cordeiro, Direto da Redação

“Outro dia, me vi frente a frente com as mudanças rápidas da tecnologia em todos os segmentos eletrônicos. Primeiro, ao arrumar gavetas que já não mexia fazia tempo, encontrei verdadeiras relíquias de museu. Veja só!

Um toca-fitas portátil e, pasmem, junto com ele várias fitas cassete. Incrível, mas não faz muito tempo, talvez uns dez anos no máximo, que a gente tinha esses equipamentos como os mais modernos do pedaço. Depois eles foram ficando pra trás na linha de fabricação das empresas até desaparecem das lojas. Hoje estão esquecidos no fundo de nossas gavetas.

Remexendo um pouco mais, descobri uma máquina fotográfica que usava disquetes para bater as fotos. Adorei reencontrá-la. Uma digital Mavica Sony (foto) com bateria recarregável, grande e robusta. No painel de controle alguns artifícios para se fazer efeitos nas fotos, um visor de bom tamanho e um zoom razoável. Uma precursora das atuais digitais.

Tentei ver se funcuionava ainda, mas como recarregar a bateria? Onde estaria o bendito carregador que acompanhou a compra da máquina há mais de dez anos. E aquela bateria, seria ainda possível encontrá-la à venda? Mas mesmo que tivesse conseguido fazê-la funcionar, onde eu compraria os disquetes? E depois, como conectá-la a um computador para ver as fotos se os equipamentos modernos não tem entrada para acessórios tão antigos?”
Artigo Completo, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: