Planeta mentira

Leila Cordeiro, Direto da Redação

“Quer saber? Cansei de ouvir tanta mentira. Parece que ela está no ar e já virou epidemia, tantas são as histórias mentirosas que se ouve em todo lugar do planeta. Haja criatividade para mentirem tanto e, pior, com a cara mais lavada do mundo. De mentira em mentira, tem gente que já nem sabe mais distinguir a ficção da realidade.
A mentira pode ser uma das mais eficazes armas de dissimulação. Ela é covarde, pois privilegia uma das partes, o mentiroso. O outro, o que ouve a mentira, é sempre enganado em sua boa fé e acredita na versão contada pelo mentiroso que nada mais é do que um ser egoísta e oportunista.

Mas não sejamos tão exigentes ! Afinal, mentir virou um hábito entre muitas pessoas como comer, beber água, tomar banho. Ela está tão presente na vida de quem mente que até já se tornou verdade para ela e vem travestida de muitas maneiras.

Tem a mentira ingênua, aquela que não faz mal à ninguém mas que é contada com tantas nuances e detalhes que acaba convencendo e enganando o atento ouvinte que acredita piamente que aquilo tudo é verdade, atribuindo ao mentiroso uma importância que ele está longe de ter.

Tem a mentira vaidosa, que é usada pelos incompetentes que nunca foram nada na vida e mentem que foram o que, no fundo, gostariam de ter sido mas nunca tiveram competência para ser. O pior é que quem conta a verdade tem que conviver e até competir em pé de igualdade com o mentiroso, que acaba levando vantagem, pois no mundo da mentira tudo fica mais fácil.

Tem aquela que é contada para esconder uma culpa. Essa é mais perigosa pois pode estar acobertando um crime, como está se vendo ao vivo e a cores, no julgamento de Casey Anthony, uma jovem de Orlando, na Florida, acusada de ter matado a própria filha, Caylee, de apenas dois anos de idade, em junho de 2008.”
Artigo Completo, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: