Mulher tem que ser mulher


Leila Cordeiro, Direto da Redação

“Até hoje estão a procura de quem inventou que mulher sarada é aquela que tem praticamente corpo de homem com nomenclatura masculina para os músculos como barriga de tanquinho, braços e pernas definidos com panturrilhas musculosas e etc..etc... Uma enormidade de nomes e definições para um corpo talhado a malhação excessiva e muitas vezes até sob efeito de anabolizantes.

O pior é que todas parecem clones umas das outras. O bum bum é o mesmo, os seios siliconados também e aqueles braços de halterofilista idem. Um verdadeiro exército de robos femininos, quase biônicos e assexuados, porque a leveza e a sensualidade naturais da mulher,ficam escondidas naqueles feixes de músculos avantajados.

Em contrapartida vemos nas passarelas mulheres tão magras que parecem até que trocam as pernas ao desfilarem. Ossos pontudos e corpos magérrimos formam um outro exército, o da moda talhada na ponta do lápis dos estilistas. Eles dizem que para desfilarem roupas com elegância as modelos tem que se parecer com cabides para que as peças tenham um caimento impecável. Dá para entender?

E se de repente aparecesse uma dessas musculosas saradas , bronzeadas e atarracadas  na passarela vestindo um Oscar de La Renta bem justo, o que aconteceria? Será que faria da roupa do design um fracasso? E se uma das modelos magrelas, branquelas  e tísicas surgissem na avenida para desfilar em alguma escola de samba, conseguiria levar o público ao delírio com suas formas nem um pouco definidas?”
Artigo Completo, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: