Músico de alta fidelidade

Adriana Abujamra, Valor

“O compositor e cantor Lenine - que tem "paura" de avião - aterrissou no fim da tarde em São Paulo sob o tradicional pé-d'água de verão. Desde que a terra tremeu sob seus pés em Los Angeles, o músico passou a associar o barulho das turbinas aumentando à iminência de um terremoto. "E dá-lhe adrenalina, impossível controlar a hipófise."

Como sua profissão exige que encare o martírio com frequência, Lenine se vale de um truque para voar: passa a noite anterior em claro e toma um comprimido para desmaiar. "Graças a uma conspiração divina, o voo hoje foi tranquilo" - conta, rindo, sentado à mesa do restaurante do hotel Slaviero Executive Jardins, aberto para esta entrevista e ocupado apenas por nós. As paredes são de vidro, o que nos brinda com a vista de um jardim de um lado e do bar de outro.

Com o estômago ainda embrulhado, Lenine dispensa comida e vai de água, café e conversa. O músico vive há três décadas no Rio, mas Pernambuco se insinua em seu sotaque. Veste jeans, camiseta cinza e brincos de argola. Os dois anéis na mão direita foram presentes de Anna Barroso, sua mulher há 30 anos. "Sofro de alta fidelidade", ele brinca. O mesmo ocorre com seus parceiros de trabalho. "Tem gente que está comigo há 22 anos. O mais novinho faz parte da turma há 8."

Corre por aí que Lenine compôs 500 canções - como os hits "Jack Soul Brasileiro" e "Paciência" -, mas ele mesmo nunca parou para contar. Já fez trilhas sonoras para novelas, filmes, espetáculos de dança e teatro e agora divulga seu décimo CD, "Chão". Em 30 anos de carreira, Lenine amealhou diversos prêmios, entre eles cinco Grammys Latinos.

Seu estilo de música foge a classificações. Maracatu misturado com rock, chiclete com banana, e essa alquimia tem dado samba. A miscelânea na formação extrapola o universo da música. Lenine é filho de mãe católica fervorosa - Deyse carregava a prole à missa todo santo domingo - e de pai ateu - que se recusava a acompanhá-los. Filiado ao Partido Comunista Brasileiro, José Geraldo deu o nome ao filho numa homenagem ao líder da Revolução Russa.”
Artigo Completo, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: