Onde a inovação ajuda a melhorar a sociedade


O fundador e presidente do Facebook, Mark Zuckerberg, anuncia que vai colocar em prática uma ideia de sua namorada, estudante de medicina, e criar um aplicativo para redes sociais com o objetivo de localizar potenciais doadores para pacientes que precisam urgentemente de órgãos, sangue, medula e outras substâncias que podem ser fornecidas pelos corpos de pessoas saudáveis.

Luciano Martins Costa, Brasil Econômico

Nos Estados Unidos, como no Brasil, os sistemas oficiais de catalogação de doadores funcionam relativamente bem nos casos em que a intervenção médica pode ser planejada, mas não é incomum a perda de doações por falta de comunicação.

Em geral, o sistema que organiza os transplantes de medula óssea, por exemplo, consiste em um banco de dados onde são inseridos os nomes e características de pacientes e outro onde se registram os doadores.

Quando surge a necessidade do transplante e o paciente não tem um doador na família, o médico o inscreve no Registro Nacional de Receptores de Medula Óssea, que se conecta a outra rede, o Registro Brasileiro de Doadores de Medula Óssea.

O projeto de Zuckerberger vai oferecer uma alternativa para o crônico déficit de doadores e potencializar a comunicação entre as duas pontas do problema. Além disso, tem o efeito colateral benéfico de estimular o espírito de voluntariado e produzir ou restaurar vínculos sociais onde eles estão desgastados.”
Artigo Completo, ::Aqui::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: