De princesas e maldições globais


Leila Cordeiro, Direto da Redação

“O que mais se vê nos dias de hoje é um mundo de futilidades onde o que determina a importância de uma pessoa é o que ela tem, desde as marcas famosas e milionárias que usa dos pés a cabeça até o corpo sarado, esculpido nas academias de ginástica ou no bisturi dos cirurgiões plásticos que prometem a sonhada eterna juventude.

E toda essa frivolidade é estampada prioritariamente nas capas de revistas e sites especializados em “celebridades”.

Já sei que vão dizer que, se existem essas revistas e sites, é porque há público que os prestigia. É verdade. Mas não custa destacar os exemplos positivos que, de vez em quando, encontramos na contramão desse mundo de faz de conta. Exemplos dados por duas mulheres lindas e famosas.

A primeira é a Duquesa de Cambridge, Kate Middleton, de comportamento simples e discreto. Sem necessidade nenhuma de se autoafirmar. A princesa revelou em entrevista que mistura em seu guarda-roupa peças luxuosas com roupas compradas em lojas populares E diz isso na maior trnaquilidade, sem perder a majestade. Ela conta que uma semana antes da abertura dos Olímpicos, ela e o marido, o príncipe William, participaram de vários eventos com jovens esportistas britânicos.

E Kate não fugiu ao seu estilo realista longe das futilidades desnecessárias. Consciente de que lugar de posar de princesa é no palácio ou em eventos específicos, despiu-se de trajes sofisticados e usou um vestidinho que está em liquidação na loja inglesa Hobbs, e custa o equivalente a R$ 110.

Com isso, Kate vai acumulando pontos diante de seus súditos. Eles sabem que tem no palácio uma verdadeira princesa – futura rainha - que sabe valorizar o que realmente importa na vida, a simplicidade sem máscaras.
Outra princesa, só que não oficialmente, mas eleita pelo público da TV quando fazia novelas, Ana Paula Arósio também surpreendeu pela sinceridade de sua decisão de se afastar da TV por tempo indeterminado.

Longe da tela global há dois anos, a atriz de 37 anos contou a um site o porquê de ter deixado a carreira de lado e abdicado de um dos postos mais cobiçados pelos artistas, o lugar de protagonista nas novelas da primeira emissora do país. "Deixei a Globo por uma questão muito pessoal. Os detalhes disso pertencem a mim, à minha história de vida. Fiz muito mais amigos que inimigos no meu trabalho”, disse ela em entrevista reproduzida na UOL e no Globo.com.

Ana Paula Arósio está morando, desde que saiu da Globo, em seu sítio na cidade de Santa Rita do Passa Quatro, interior de São Paulo, com o marido, o arquiteto Henrique Pinheiro. Ela informa na reportagem que seus programas atualmente são compromissos familiares e reuniões com amigos.”
Artigo Completo, ::AQUI::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: