London Calling!

Alberto Villas, Carta Capital


“Um dia, uma das revistas mais charmosas do mundo, a inglesa Time Out, publicou uma reportagem de capa com um sugestivo título roubado do Clash: “London Calling!” A matéria, na verdade , é uma lista de cinquenta canções que falam da cidade. Tem um pouco de tudo. London Pride com Noël Coward, Swinging London Town com Girls Aloud, London com The Smiths, London Dungeon com The Misfits e também London London com o nosso Caetano Veloso, o único brasileiro da lista.

Como pode uma cidade inspirar tantos compositores?
Como pode uma cidade inspirar tantos compositores?

Mas não é só Londres uma musa inspiradora.

Pensei logo em New York, New York na voz de Frank Sinatra, na April in Paris ao som de Count Basie, e na Berlin de Lou Reed. E comecei então a pensar em nossos compositores , nas cidades que os inspiraram.

Caetano Veloso de London, London já falou de Teresina em Cajuína (e éramos olharmo-nos intacta retina/a cajuína cristalina em Teresina), já falou de Barcelona em Vaca Profana (segue a movida madrileña/também te mata Barcelona),  de Salvador na adaptação de  Marinheiro Só (eu sou da Bahia, marinheiro só/de São Salvador) e até de Brasília em Flor do Cerrado (mas da próxima vez que eu for a Brasília/eu trago uma flor do cerrado pra você).

Olinda inspirou Edu Lobo no Cordão da Saideira (moço no passo, menina e senhora/no bonde de Olinda pra baixo e pra cima), Recife inspirou Antônio Maria em Frevo Número 2 do Recife (quando eu me lembro o Recife está longe/e a saudade é tão grande que eu até me embaraço).”
Artigo Completo, ::AQUI::
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: