Já descolou seu orgasmo hoje?



“No fundo, no fundo, o orgasmo é o produto mais cobiçado de hoje em dia. Por um princípio básico de mercado, sempre a demanda é proporcionalmente inversa à oferta. Assim, podemos concluir que, se há uma demanda desesperada é porque há uma oferta retraída. O orgasmo é muito prometido e pouco cumprindo. Nem comprido (em oposição a curto). O indivíduo que encontra, fica, namora, amiga ou casa, promete orgasmo. Mas nem sempre entrega. Parece promessa de candidato. Produtos diversos prometem orgasmo, como a cerveja, o novo modelo de carro, o ovo de chocolate, o macarrão instantâneo e tantos outros. Mas tudo isso é propaganda enganosa. Ainda não foi inventado um sucedâneo genuíno ao sexo para proporcionar o orgasmo legítimo, de qualidade. E ter um orgasmo frustrante é ficar na mão, como diz a sabedoria popular.

Primeiramente convém tecer algumas considerações terminológicas. Orgasmo seria produto, ou serviço? Ele tem características de produto, por se tratar de um bem material (e imaterial), in natura, tem valor econômico, é móvel (a jato), fungível (acaba depois do uso) perecível (ou transitório) e tal. Não é um produto de prateleira, postula a condição de customizado.

Por outro lado, o orgasmo tem características exclusivas de serviço: Exige a presença de um profissional. Profissional em termos, porque o profissional mesmo (prostituta, garoto de programa), ao contrário do que ocorre em outros serviços, acaba por depreciá-lo. Há tentativas frustrantes de se conseguir sozinho o orgasmo, do tipo artesanal. Mas é como fazer justiça com as próprias mãos. É falso, sem graça e ainda, se praticado de forma frequente e continuada, acaba se transformando em vício. O vício da solidão, o preferido pelos auto-fornicários. Outra característica de serviço do orgasmo é que ele não pode ser guardado ou acumulado. Ninguém consegue acomodá-lo no cofre, nas gavetas da cômoda, ou mesmo entre as páginas do livro de cabeceira feito folhas dissecadas de avenca. Ninguém pode dizer, estou com cinco orgasmos guardados lá em casa e vou consumi-los semana que vem.

Portanto, o orgasmo é um bem compósito, misto de produto e serviço. Um produto gerado e consumido simultaneamente ao seu fazimento (como dizem os juristas).

Seja produto, seja serviço, seja produto complexo, seja lá o que for, a verdade mesmo é que o mercado está carente de orgasmo. Engraçado é que o segmento vem recebendo estímulos, incrementos e incentivos de facilidade, mas o efeito tem sido contrário. A liberação dos costumes, as roupas expositivas das partes, as facilidades de encontro, os sex shops, os filmes pornôs, a sexificação precoce das crianças, o prolongamento da vida útil dos velhos, os tratamentos médicos, os hormônios sintéticos, o Viagra, os óleos lubrificantes, os preservativos, tudo está aí à mão de todo mundo. Ainda assim a produção de orgasmos parece ter um crescimento inversamente proporcional à demanda.

E com a oferta escassa, cada um que arme sua estratégia e execute a melhor tática para descolar o seu de cada dia. Outro dias me falaram de uma moça que desenvolveu uma técnica infalível para ter sua ração de orgasmo diário, sem interrupções. Muito bonita (pras pessoas bonitas a coisa é sempre mais fácil) ela se traja de modo atrativo, mas sem exagero, sai de manhazinha e cada dia vai a um parque onde o pessoal faz caminhada, normalmente sob árvores, ao redor de um lago.

Ao ver que vai cruzar com alguém que lhe interessa, ela dá umas pedalas na frente da pessoa como se estive indecisa quanto a mão a tomar. Aproveita para dar um sorriso simpático, pede desculpas de modo agradável e se possível faz um afago carinhoso na pessoa atrapalhada em sua andança. É claro que nessas alturas a outra pessoa já fica mexida. Caso a aproximação não aconteça nessa hora mesmo, na volta seguinte é fatal. Como já foi travado um contato anterior, a moça se vê legitimada a sorrir na próxima volta e puxar um assunto. Vira o curso da caminhada, entabula um papo legal e dali mesmo pode sair uma troca de telefones, ou mesmo uma agenda para a produção e consumo do orgasmo. Assim ela não tem sofrido as agruras da escassez de orgasmo que se abateu sobre a humanidade nos últimos tempos.

Portanto se você ainda não armou sua teia, não estabeleceu sua tática nem saiu ao campo operacional para descolar o seu quinhão de orgasmo no mundo, o que você está esperando? A hora é agora. A vida é uma só e não costuma dar marcha a ré.”
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 comentários:

LAZARO DA SILVA CARDOSO disse...

Ola amigo quero parabenizar pelo ótimo trabalho que seu blog vem exercendo

Gostaria de li sugerir o Gadget LEIS E CÓDIGOS do Brasil: Para seu Blog.
O Aplicativo LEIS E CÓDIGOS vem com os linkis das Leis e códigos da federação Brasileira
Tipo: Liberdade de Imprensa ,Estatuto da Criança e do Adolescente, Código de Transito Brasileiro entre outros.

Link do Aplicativo: http://www.portallasic.com.br/2013/03/leis-e-codigos.html

minha admiração!

Blogueiros do Brasil disse...

Orgulhosamente programei uma 'chamada' para este ótimo artigo no site agregador de conteúdo dos Blogueiros do Brasil (( http://omelhordos.blogueirosdobrasil.com/ )).

Será publicado em 07/06/2013 , no decorrer do dia.

IMPORTANTE : As visitas aparecerão no
Google Analytics e em outras ferramentas
similares como originadas na URL
http://ads.tt/ .


Abraços cordiais.