Félix enveredou pelo perigoso caminho da chanchada


Mateus Solano transformado em vendedor de cachorro quente
Flávio Ricco, Correio do Brasil

“Está divertido ver o personagem do Mateus Solano transformado em vendedor de cachorro quente. A camisa amarrada na barriga é qualquer coisa. Quanto ao aspecto diversão, portanto, nada contra.

O grande problema, e que todo mundo sabe, é que “Amor à Vida” foi espichada e o Walcyr Carrasco, talvez pego de surpresa, está se utilizando de todos os recursos para segurar a sua história. Compreende-se, mas será que no caso do Félix a chanchada é o caminho indicado? Ou o único que o autor poderia se utilizar? Era mesmo preciso chegar a tanto?

Mesmo em se tratando de um profissional com tantos recursos, como é o caso do Solano, essa guinada pode ser comprometedora. Qual Félix, afinal, é o verdadeiro? De qual deles os telespectadores se lembrarão ao fim da novela? Aquele, ruim até os dentes, do começo e até bem pouco tempo ou esse pitoresco de agora? Alguma coisa, inevitavelmente, vai soar falso e é por aí que entra a questão de sempre: esticar novela, depois do “no ar” piscando, nunca termina em coisa muito boa.

O final apoteótico para o Félix, do jeito que vai, é virar coroinha, sacristão ou até se candidatar a santo. Alguém sabe se um “São Félix” já existe? Respondam pro Walcyr.”
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: