Fiat Lux! Ou porque fé não tem de odiar a Ciência. Aliás, não odiar, ponto


Fernando Brito, Tijolaço  

"A melhor notícia do dia vem lá do Vaticano.

E quem diz isso é um ateu incurável.

É a declaração do Papa Francisco, dando um “vade retro” ao fundamentalismo, ao afirmar que as teorias científicas da evolução e do Big Bang estão corretas e que não são incompatíveis com a existência de um criador.

“Quando lemos sobre a criação no Gênesis, corremos o risco de imaginar que Deus era um mágico com uma varinha capaz de fazer tudo. Mas não é isso”.
Que ótimo ouvir um Papa dizer isso, numa hora em que uma parte expressiva da nossa classe média está tomada por ideias de superioridade racial, econômica, geográfica.

Enfim, de superioridade, como se houvesse um direito quase divino a se achar melhor que os outros.

Que bom ouvir isso de um papa quando tanta gente pensa é superior por direito, por dinheiro, por direita.

Quanto tantos imbecis se julgam donos de uma verdade total, completa, que não admite as diferenças.

Ninguém nasceu fadado a simplesmente repetir o passado.

Nem biológica nem socialmente.

Se já fomos aminoácidos, bactérias, répteis, macacos, porque como humanos temos uma imutável condição melhor que a dos outros?

Os que pintam o Brasil de duas cores deviam mais dar atenção ao Bergoglio, lá de Roma, e menos ao Malafaia.

Se não for por uma questão de fé, pelo menos de bom-gosto e inteligência."
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: